segunda-feira, 27 de junho de 2011

Voluntariado


Tripulante voluntário Doulos


Exposição e venda de artigos AMI- Natal



Gab.Central de Acreditações Expo 98


MAQUINA PESADA

Maquina Pesada


Segundo reputados especialistas, em 2005 a taxa de desemprego situava-se nos 6,6%, tendo chegado em 2011 aos 11,1%, e o facto é que estamos no top dos 10 países mais endividados do mundo em todos os indicadores possíveis e a nossa divida externa era em 1995 inferior a 40% do produto interno bruto, tendo chegado em 2011 aos 230%, sendo que cerca de 50% de todo o nosso endividamento nacional, deve-se directa e indirectamente ao nosso Estado
349 Institutos públicos, 87 direcções regionais 68 direcções gerais, 38 gabinetes de secretários de Estado, 18 governadores civis, entre outras entidades e outros números exorbitantes, são o contributo para o descalabro do deficit e das contas publicas.
Num país com esta máquina administrativa tão pesada, algo vai mal quando apesar de todos estes organismos e mais alguns, ainda temos uma justiça lenta que soma 1,6 milhões de casos pendentes, e a pior taxa de abandono escolar
Quando olhamos para o quadro de um país que em 1995 era um bom aluno da União Europeia, não é difícil perceber o porquê de hoje estarmos em vias de começar a pagar a factura, que vai com toda a certeza gerar mais pobreza, e maior insegurança, no seio de uma sociedade onde até agora as medidas de austeridade apenas se fizeram sentir sobre o comum dos cidadãos, sem efeitos na maquina do Estado que tem sido um verdadeiro sorvedouro de dinheiros públicos.
São números e atitudes que tem de ser mudadas a bem de um país em que são precisos políticos que falem verdade, e se coloquem na pele dos cidadãos para poderem avaliar as suas dificuldades e perceberem que a resolução dos problemas do país, será possível, quando houver também uma mudança na estrutura social do mesmo.

sábado, 25 de junho de 2011

Subir Degraus



Todos os seres humanos têm momentos bons e menos bons, mas o acompanhamento adequado de qualquer criança por parte dos seus progenitores, terá por certo influência na formação dessa criança.



Este não fui o meu percurso enquanto criança e adolescente, mas ao contrário do que habitualmente acontece no seio de familias desestruturadas, em cujos membros seguem caminhos pouco aconselháveis, aos 12 anos de idade fui incentivado a trilhar uma forma diferente de estar na vida.



Tornei-me crente evangélico, adoptei o gosto pela leitura, pela escrita e por ouvir música, participei em congressos, em acções de voluntariado, estive abordo de um navio como tripulante voluntário, em que o intercâmbio cultural foi uma fonte de riqueza, considerando eu que todo este meu envolvimento, se traduziu na minha formação espiritual,moral e intectual

História de Sines



Primeiros Passos



Quando uma criança nasce, para aprender a caminhar, ela precisa de dar os primeiros passos, sendo os mesmos, o inicio da caminhada da vida.



As grandes caminhadas começam com um primeiro passo, independentemente do percurso traçado, essas caminhadas são um ensinamento para a vida que enriquece os seres humanos, mas neste caminho, quem tem medo do fracasso, nunca conseguirá sucesso, admitindo-se que se a vida é uma estrada, têm de se admitir as subidas e descidas

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Descobertas e trabalho





Discurso de entrega do diploma do 12º
29-12-2009

Já fui criança sem ser, e antes de saber andar também tive de aprender, por isso a minha vida tem sido uma escola onde me tenho vindo a enriquecer.
Se os seres humanos insistirem a viver no passado, as suas vidas tornar-se-ão uma história, mas poderão ser uma história triste ou alegre dependendo em grande medida das mudanças que eles quiserem.
Por experiência própria sei bem que não é fácil e falo por mim porque sei quantas vezes me tenho sentido frustrado ao deparar-me com obstáculos.
Alguém disse que se não conseguirmos aprender com os nossos erros, então não há razão para os fazermos, e isto tem servido para que na minha vida, os erros me ensinem a fazer melhor.
Eu sempre tive uma grande paixão pela leitura, pela escrita e pela conversa sobre problemas sociais e temas polémicos, sabendo que estes são uma forma de aprendizagem.
Os sonhos são de grande valor quando os colocamos em prática, e eu sempre tive o sonho de ser jornalista, sociólogo, apresentador de programas de televisão, ou locutor de rádio, mas com o passar dos anos e com a falta de oportunidades, esses sonhos foram-se tornando difíceis de concretizar, sendo que as novas oportunidades, são como que uma alavanca e um estimulo para não desistir.
Ainda que esses sonhos não se concretizem, o meu querer, o meu empenho, e o facto de conseguir ultrapassar as etapas que me propõem, não fazem de mim um herói, mas sim um lutador que procura vencer.
Sou um entre muitos cidadãos do mundo que tem lutado contra ventos e marés, e que com a ajuda de Deus me tenho tornado num vencedor.
Agradeço aos formadores que me acompanharam neste processo, aos meus amigos que aceitaram o meu convite para estarem presentes, e agradeço a Deus pela força que me tem dado para me ajudar a vencer
Por ultimo, queria dizer-vos que a diferença entre uma pessoa importante e uma pessoa vulgar, é que a pessoa importante é uma pessoa vulgar que não desistiu



Américo Lourenço

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Imagem Politica



Há algum tempo atrás, alguém comentou num órgão de comunicação social que os nossos deputados ganham mal, mas aqueles que dirigem esta potência histórica, precisam de deixar de pensar na sua imagem, e só no seu bem-estar pessoal, e pensar também naqueles que os elegeram, e que precisam de soluções para um Portugal melhor, e desta forma talvez grande parte dos cidadãos deste país, visse os políticos com outros olhos.
Em 1910 teve inicio a implantação da Republica Portuguesa, e desde então, Portugal tem vivido fases boas e menos boas. Muitas coisas tem acontecido que nos honram de ser portugueses, mas muitas outras tem acontecido que nos deveriam fazer reflectir sobre o que esta mal neste país, e que é urgente ser mudado, sendo que as questões essenciais como a melhoria da vida dos portugueses, muito há ainda por fazer.
Portugal é um país com uma história rica, e com enormes potencialidades que geram riqueza, exportando até conhecimentos para o estrangeiro, justamente porque os nossos políticos fazem apenas promessas que não são capazes de cumprir.
Olhando para os anos que passaram, será o dever dos portugueses se questionarem sobre o porquê dos nossos políticos ano após ano, estarem a pedir-nos sacrifícios, e de adiarem a concretização das mudanças necessárias?
À semelhança da exportação de conhecimentos, talvez também seja necessária a importação de políticos, para que na medida em que os imigrantes são valorizados lá fora, também os novos políticos sejam valorizados cá dentro.


Américo Lourenço

Introdução

Para o bem e para o mal, os acontecimentos são realidades a que não podemos fugir porque deixam as suas marcas.
1967 com a idade de 4 anos fui atropelado por um comboio na linha de Sintra, mais propriamente no extinto apeadeiro da Cruz da Pedra
09-10-1972-Internamento no Instituto António Aurélio da Costa Ferreira, para avaliação médica psico-pedagógica
o2-07-1977-Conclusão do ensino primário.
12 de Maio de 1983- Fui projectado por um carro para debaixo de um camião, tendo andado 4 metros a rolar debaixo do mesmo.
11 de Outubro de 1993-Diploma de Honra da AMI, pela ajuda prestada
30 de Setembro de 1998-Diploma da Expo 98 pela colabração como voluntário durante o evento. 24-04-2002- Leiomiossarcoma (Cancro Grave)
14-05-2004-Conclusão do 9º ano, pelo Centro de Reconhecimento e Validação de Competências de Setubal.
30-12-2009-Conclusão 12ºano pelo Centro Novas Oportunidades de Santiago do Cacém
No dia 23 de Fevereiro de 2011, submetime a outra intervenção cirurgica, somando 15 ao longo de 47 anos

A Minha Observação