segunda-feira, 31 de março de 2014

ARQUITECTURA

A arquitectura é a arte de desenhar edificios. Iniciou-se há cerca de quatro mil e quinhentos anos no antigo Egipto, e muitos dos enormes túmulos e pirâmides egípcias ainda se encontram de pé. A arquitectura grega começou a tomar forma cerca de seiscentos anos antes de Cristo. A sua beleza é bem representada na Acrópole de Atenas. Os Romanos copiaram a arquitectura grega, mas também descobriram como construir um arco, o que lhes permitiu erguerem edificios muito mais resistentes. Durante a Idade Média muitas das belas catedrais europeias foram construídas no estilo gótico. A seguir veio o Renascimento que trouxe navas ideias à arquitectura, tal como fez com as outras artes. Mais tarde, arquitectos famosos como Sir Christopher Wren (1632-1723), construíram grandiosas igrejas, universidades e residencias. Hoje, as pessoas continuam a construir com tijolos e pedra, mas os arquitectos estão também a utilizar materiais novos, como o betão e o aço, o vidro colorido e o plástico.

sexta-feira, 28 de março de 2014

Contínuo Crescimento em Sines




Em apenas dois meses de 2014, Janeiro e Fevereiro, o terminal de contentores do Porto de Sines-PSA movimentou 178, 225 Teus, Unidade de Medida do Contentor, e continua a receber alguns dos maiores mega carriers do mundo-Navios de ultima geração, e este terminal prepara-se para aumentar a sua capacidade no final do ano de 2014, ano em que faz 100 anos que foi inaugurado o Canal do Panamá

sábado, 22 de março de 2014

AMÉRICO VESPÚCIO 1451-1512

Navegador florentino. Empreende várias viagens ao novo mundo. Conhece Cristovão Colombo em Sevilha, cidade onde se radica quando ao serviço de Castela- É-lhe atribuida a autoria de muitas cartas, entre elas a Mundus Novus, a partir da qual Waldseemuller, cosmógrafo alemão, lhe atribui a descoberta da América, pelo que preconiza a atribuição do seu nome ao novo mundo. A denominação América surge pela primeira vez, em 1506, num Globus Mundi impresso em Estrasburgo, e é ratificada por Leonardo da Vinvi em 1516

domingo, 16 de março de 2014

Navio Logos Hope

Bringing Knowledge and hope to the people of the world

Mais de 400 pessoas de 42 países diferentes dos cinco continentes, a maior livraria flutuante do mundo de livros educacionais, com mais de 5000 titulos desde culinária a livros para crianças, tecnologia, história, e uma vasta gama de outros livros que incluem livros cristãos 

segunda-feira, 10 de março de 2014

Museu Doulos

Após navegar durante 95 anos em volta do mundo, e desde 1977 ao serviço da Operação Mobilização, este navio que esteve duas vezes em Portugal, mudou e marcou muitas vidas, e está hoje como museu em Singapura 

sexta-feira, 7 de março de 2014

Réplica da Caravela Vera Cruz em Sines

Construida no ano 2000 no estaleiro naval de Vila do Conde no âmbito da comemoração dos 500 anos do descobrimento do Brasil, a Caravela Vera Cruz, é uma réplica exacta das caravelas antigas usadas pelos Portugueses na Era dos Descobrimentos. Esteve no porto de Sines aberta ao público nos primeiros dias do mês de Março  

terça-feira, 4 de março de 2014

ROTAS PRIMITIVAS DO COMÉRCIO

A principal corrente do Mediterrâneo provém de leste através do Estreito de Gibraltar, ao longo da Costa do Norte de África e depois divide-se: parte dela continua ao longo da costa ocidental de Itália e circula para França, enquanto outra parte contorna o lìbano e a Turquia expandindo-se depois para o mar Egeu. As rotas comerciais do Mediterrâneo seguiam estas correntes para obter maior velocidade com as suas embarcações à vela.
O comércio com a India e com a China envolvia o transbordo de várias cidades-entrepostos como Alexandria, Ormuz, Aden, Calicute e Malaca. O transporte através do oceano Indico, o Golfo Pérsico e o Mar Vermelho, era dominado por barcos àrabes e indianos.
Para lá de Malaca, a forma dominante das embarcações era o barco de vela malaia ou sampana e para lá do sul do Cambodja, os juncos chineses dominavam a navegação.
Contudo estas áreas não eram exclusivas.
A partir do Séc X d C. os navios árabes faziam comércio com a China, e só nos séculos posteriores se cingiam aos limites do oceano índico   

sábado, 1 de março de 2014

Artes e Espectáculos

Desde o despontar da civilização que as pessoas tiveram tendência para exprimir os seus sentimentos e relatar as suas experiências através de imagens, palavras, música e dança. Há vinte mil anos os povos da idade da pedra pintavam cenas da vida dos seus tempos nas paredes das cavernas e fabricavam instrumentos musicais rudimentares. A literatura começou com as histórias contadas em volta das fogueiras dos caçadores. O bailado nasceu de danças e rituais para aplacar ou agradecer aos deuses. Toda a arte é uma celebração da vida, nos bons e maus momentos.
Hoje podemos apreciar a arte e o espectáculo em nossas casas, através da televisão, video, rádio e discos 

A Minha Observação