domingo, 27 de novembro de 2016

Laranja Maculada

O mar português com o seu crescente movimento marítimo, precisa de estar sob o olhar atento das autoridades nacionais, porque a imaginação do ser humano, principalmente daqueles aos quais se desconhecem as intenções, mas revelam alguma propensão para executarem atos que revelam cobardia e desprezo pela vida, não tem limites.
Sines não é apenas uma cidade que enriquece a
história de um povo, mas é também um porto que é o motor da economia nacional, e cujo mar, no Livro a Laranja Maculada, apresentado no Centro de Artes de Sines, é cenário de um atentado terrorista, não devendo nós subestimar a capacidade de quem não defende valores.
O mar português é por isso um enorme espaço vulnerável, sujeito a todo o tipo de acções que pela sua dimensão, poderão manchar a imagem do pais, pelo que a Laranja Maculada, sendo um livro de ficção, não deixa de ser uma leitura muito útil que nos chama a atenção para a imaginação fértil do ser humano, quer para o bem, quer para o mal, o que no caso da Laranja Maculada, não deixa de ser um alerta para aqueles que muitas vezes descuram a segurança, esquecendo que o arrependimento por nada se fazer nunca é cedo de mais, mas poderá ser tarde de mais.
O livro A Laranja Maculada ou Duas Naus um Cruzador e Duas Fragatas, poderão ser adquiridos à Editora Náutica Nacional, Av. Elias Garcia, n-20,4ºDto,  1000-149 Lisboa ou encomendados pelo telefone 219281377


                                                                                   Américo Lourenço
     

Sem comentários:

Enviar um comentário

Realidade da Politica Portuguesa