quarta-feira, 28 de setembro de 2011

inicio de uma encruzilhada

A 29 de Junho de 1963, nascia em Lisboa um ser a quem foi dado o nome de Américo Manuel da Silva Lourenço, que quatro anos após o seu nascimento, mercê de um ambiente que não era acolhedor, foi atropelado por um comboio, tendo ficado 15 dias em coma.

Com a idade de seis anos, ao atravessar a estrada de uma movimentada rua na zona onde vivia, esta criança cujo abandono pelos seus progenitores era notório, era novamente sacudida pelo embate de um veiculo que lhe fracturou uma clavicula.

Não fui criança porque fui maltratado e cedo comecei a trabalhar, mas sou alguém cuja vida tem sido recheada de acontecimentos que têm marcado a minha existência, e ao mesmo tempo, tem sido a chave para a minha aprendizagem na escola da vida, e teve influência para que as coisas boas tenham vido a acontecer fora de tempo e demasiado tarde.

Aos 19 anos tentei procurar um rumo diferente para a minha vida, tendo saido do tugurio familiar para seguir para o norte do país, mas no dia 12 de Maio de 1983, pelas 08.47, fui projectado por um carro para debaixo de um camião, tendo rebolado 4 metros debaixo do mesmo

Qualquer criança que não viva um ambiente familiar saudável, tornar-se-á inevitavelmente um revoltado cujas consequenciias são muitas vezes a marginalidade e a miséria humana.

A familia ou falta dela, o comboio, uma forguneta, uma carro e um camião, foram os intervenientes que contribuiram para ajudar a mudar o curso de uma vida na qual os sonhos ficaram por realizar.

Desde muito pequeno que fui observando aqueles que me rodeavam, e fui aprendendo a tirar partido do que é mais saudável. Assim, ouvir musica, escrever, ler, passear, viajar, observar a natureza, conversar sobre assuntos vários, praticar a solidariedade e o são convivio, foram os passatempos que escolhi para o percurso da minha vida.

A saga continua quando no exercicio das minhas funções, dei uma queda de 3 metros de altura que me levou a mais um internamento. No ano seguinte, em 1991, mais uma intervenção cirurgica falhada, e por consequência da mesma, mais uma fractura numas das pernas.

Como se não bastasse, 11 anos depois, as supeitas de um cancro numa das pernas que tinha sido fracturada, confirmaram-se através de exames clinicos, aos quais se seguiram duas intervenções cirurgicas, e mais uma vez o meu combate se impunha contra mais esta pedra no caminho.

Com um espirito positivo, a ajuda da equipa medica e de enfermagem e o apoio de alguns amigos, consegui ultrapassar mais esta dificil fase, para a qual se impunha uma luta sem treguas.

Enquanto estava deitado na cama de uma das muitas unidades de saude por onde passei, a visita de um amigo foi o estimulo através do qual surgiu a ideia de escrever um livro.

Entardecer, além de ser uma alusão ás coisas boas que demasiado tarde têm vindo a acontecer na minha vida, é também a história veridica da mesma, com a qual gostaria de encorajar e dar força a outros, mas também a forma de homenagear e agradecer a todos aqueles que me ajudaram a ser um vencedor, evitando assim que as curvas da minha infância e juventude, viessem a desembocar em caminhos que jamais me ajudariam a vencer

3 comentários:

  1. Américo visitei hoje o seu Blog. deixe-me dar-lhe os parabéns por ser um ser expecial, um vencedor. Obrigada porque em vez da revolta, o seu sofrimento na vida fez de si um ser solidário, mais humano, mais atento. É de seres assim que o mundo cada vez mais precisa. Não desista, não baixe os braços é devagar que se chega longe. Parabéns e um abraço. Obrigadso por nos transmitir parte da sua força e da sua coragem.ROSA MARIA

    ResponderEliminar
  2. se desejar contactar-me por favor faça-o para o seguinte endereço electrónico:r.m.aniceto.silva@gmail.com

    ResponderEliminar
  3. A CIDADANIA É RESPONSABILIDADE PERANTE NÓS E PERANTE OS OUTROS, CONSCIẼNCIA DE DEVERES E DIREITOS, IMPULSO PARA A SOLIDARIEDADE E PARA A PARTICIPAÇÃO, É SENTIDO DE COMUNIDADE E DE PARTILHA, É INSATISFAÇÃO PERANTE O QUE É INJUSTO E ESTÁ MAL, É VONTADE DE APERFEIÇOAR, DE SERVIR, É ESPIRITO DE INOVAÇÃO, DE AUDÁCIA, DE RISCO, É PENSAMENTO QUE AGE E ACÇÃO QUE SE PENSA.

    ResponderEliminar

Retrospectiva da Vida

O saber não ocupa lugar e todas as oportunidades são boas para aprender.  Depois de ter sido voluntário e tripulante de um navio em 1978 ...