terça-feira, 9 de maio de 2017

BARCO DO AMOR CRISTÃO



O Logos, navio construído em 1949 e desde Outubro de 1970 ao serviço das nações, representando a comunidade evangélica pela Operação Mobilização, começou a sua actividade em Copenhaga na Dinamarca sob a sigla EBE- Education Book Exhibtion, abrindo ás comunidades a sua exposição de livros, realizando conferências abordo sobre diversos temas e organizando espectáculos com os membros da tripulação composta por muitos países numa riqueza multicultural, transmitindo cores, e costumes locais.
Este que foi um dos navios ao Serviço da Operação Mobilização, visitou 103 países, navegou 231.250 milhas náuticas e visitou 400 portos diferentes em todo o mundo, tendo sido visitado por 7.48 milhões de pessoas, e realizadas mais de 370.000 reuniões abordo, e mais de 4000 homens e mulheres participaram em programas de treinamento, tendo também visitado Portugal por duas vezes em 1976 e 1984, e aberto ao público na Gare Marítima da Rocha Conde de Óbidos.
Depois de ter servido comunidades e nações em todo o mundo, o Logos, (Palavra no Grego), salvou também dezenas de refugiados da guerra do Vietname que viajavam em frágeis embarcações, e que terão sido acolhidos na Tailândia, o Logos viajava nos mares da América do Sul, quando na noite de 4 para 5 de Janeiro de 1988, ás 23:55, embateu num rochedo oculto, no estreito a cujo navegador Fernão de Magalhães deu o nome em 1520, e que fica situado a Sul da Argentina.

A sua tripulação na altura eram 141 pessoas entre homens, mulheres e crianças, mas graças à rápida intervenção da marinha Chilena e Argentina, toda a tripulação foi salva, tendo ficado concluída a operação de salvamento pelas 04:30 da madrugada (Hora Local), mas o navio perdeu-se 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Retrospectiva da Vida

O saber não ocupa lugar e todas as oportunidades são boas para aprender.  Depois de ter sido voluntário e tripulante de um navio em 1978 ...